Buscar
  • Emilio Neto

A VOLTA DA INFLAÇÃO – PREÇOS DISPARAM NO PAÍS

Conforme a mais recente pesquisa Datafolha, realizada dia 27 de dezembro, a inflação deve atingir a maior alta no governo Bolsonaro, segundo 73% dos entrevistados.

A sexta básica que já subiu 33,02% é uma das alavancas desta inflação que começa a dilacerar o tecido social nacional, aumentando a pobreza e por consequência a fome, a criminalidade, a doença e a frágil estabilidade política nacional.

O percentual dos que ainda acreditam em uma queda na inflação despencou de 17% para 11% segundo a mesma pesquisa.

Tendo em vista os números recentes da economia, a alta inflacionária, os conflitos sequentes produzidos pelo governo, o destempero do chefe de estado não é difícil prever que 2021, se nada for feito, será um ano de severas dificuldades para população brasileira bem como para o empresariado em geral, uma vez que a exportação para outros mercados de moeda mais forte e economia mais estável, começa a esvaziar as prateleiras de nossos supermercados.

Alguns economistas consultados pelo Branco Central afirmam que o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) que serve de meta para inflação, deve subir dos atuais 4,31% para 6% até maio de 2021, na melhor das hipóteses, para só depois haver um recuo se medidas forem tomadas.

E neste cenário de incertezas e turbulências econômicas, aquecidas pela inabilidade característica do Presidente em dialogar e coordenar a crise sanitária no país, adentramos 2021 sob um horizonte nublado, ácido e cruel para a classe trabalhadora.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ACESSE NOSSAS REDES 

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
LOGO DB MARKETING P.SITE.png